18 de abril de 2024
Nota

Depois de desvalorizar R$ 29,9 bilhões num dia, Petrobras divulga nota para explicar fala de JPP

A uma semana da apresentação dos resultados da companhia em 2023, as ações da Petrobras dividiram as atenções dos investidores com os papéis da Vale nesta quarta-feira, 29, na Bolsa de Valores, a B3, depois de declarações do presidente da companhia, Jean Paul Prates, sobre mudanças na política de dividendos da estatal.

A sinalização dada por Prates, de que os recursos que serão distribuídos podem diminuir, fez desabar as ações da estatal.

Os papéis ON (ordinárias, que dão direito a voto) recuaram 5,39%, e os PN (preferenciais), 5,16%. Como resultado, a empresa, desvalorizou R$ 29,9 bilhões em um único dia.

Pouco antes do fechamento do pregão da Bolsa, a estatal divulgou nota dizendo não haver “qualquer decisão em relação à distribuição de dividendos”, e que o tema será tratado em assembleia de acionistas dia 25 de abril, “com base na nova Política de Remuneração aos Acionistas, aprovada pelo conselho de administração em julho de 2023″.

Em entrevista à Bloomberg, Prates disse que Petrobras deve ser mais cautelosa em relação à “remuneração dos acionistas” à medida que busca se tornar uma potência em energia renovável.

“Os acionistas vão entender. Eu seria mais conservador do que agressivo. Estamos no meio dessa grande decisão de nos tornarmos uma empresa de petróleo em transição.”

A declaração surpreendeu os investidores.

“Essa fala pegou o mercado de surpresa. A empresa é uma baita geradora de caixa, e no plano estratégico a Petrobras não dizia nada sobre possível impacto de dividendos anteriormente”, disse Rodrigo Moliterno, sócio da Veedha Investimentos.

Fonte: Estadão 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *