A SELFIE INTERDITA

 

A reprodução interdita (1937) – René Magritte -Museu Boijmans van Beuningen, Rotterdam, Holanda


Maio de 2019, a vida velha normal corria  na pujante
Campina Grande, Paraíba, quando o mais notório cronista social, blogueiro e promoter  cariri recebeu a ligação de um novo e promissor cliente.

Nestes casos e circunstâncias, para a ponta virar com menos marteladas, é bom bater o  prego  num almoço de negócios.

De preferência, no melhor restaurante da cidade, recentemente inaugurado.

Vamos então  às apresentações, e o enredo da estória.

Nascido em Guarabira.

Único filho, torto, de um rico (bote rico nisso) empresário paulista. Ainda muito jovem e já cheio de responsabilidades.

O pai morreu repentinamente e o paraibano que já era executivo na empresa, transforma-se no CEO  da maior companhia de táxis-aéreos do país.

Na cidade, só um pitstop. Veio organizar uma grande recepção para comemorar o aniversário da mãe que havia voltado às origens, precisava de apoio local, e só dispunha de dois meses para as providências.

Muita conversa revelou um apaixonado pela aviação. E um filho  extremoso.

Detalhes anotados. Tudo certo e acertado.

Entre a  sobremesa com delícias do sertão  e o digestivo do vêneto,  na falta de outras notícias, a visita do conterrâneo tão ilustre, acabaria nas redes sociais.

Com direito a elogios, fotos e selfies.

O empresário não contava que em São Paulo, curtiu o post, um amigo do dono do restaurante.  Logo uma mensagem, com o resto do perfil do trambiqueiro contumaz,  pousava na Rainha da Borborema.

O golpe só não deu certo porque o apressado convidado, com seu helicóptero de mentirinha  já de motores aquecidas, precisava passar pelo hotel.

Seu vacilo foi dizer onde, de verdade, estava hospedado.

Aí ficou fácil.

O abortamento de mais um golpe de quem já tinha passagem na polícia, como deputado federal.

Sem um único voto.

O filho do Homem (1946) – René Magritte – coleção particular

Domicio Arruda

Aprendiz de Cronista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.