Bolsonaro-nova-1

Do Radar da Veja 

Jair Bolsonaro está de malas prontas para entrar no estado de Flávio Dino nesta quinta-feira, mas até agora não se programou para cumprimentar o anfitrião.

O presidente chega ao Maranhão para uma visita à capital, São Luís, e as únicas três cidades maranhenses onde venceu no segundo turno das eleições de 2018: Imperatriz, Açailândia e São Pedro dos Crentes.Receba as novidades e principais acontecimentos, bastidores e análises do cenário político brasileiro.

“Não fui convidado. Oficialmente o único papel que chegou foi um ofício do general Heleno pedindo segurança a Bolsonaro. Nada mais”, disse o governador ao Radar, ao ser questionado sobre a possibilidade de um encontro estar na agenda do presidente.

Apesar da falta de convite para Dino — tratado como inimigo pelo Planalto –, a obra que Bolsonaro irá visitar na capital maranhense, um tapa buracos em uma BR, está sendo executada pelo Exército e tem um canteiro de obras que funciona em um terreno… cedido pelo governo do estado.

Tudo pela briga política.

DO TL

A prática do Presidente no Maranhão é a mesma que fez no Rio Grande do Norte, Bahia,Ceará…

Nenhum lugar com governador de partido adversário político foi contemplado com convite ou qualquer deferência de praxe entre chefes de Estado.

Comentários do Site

  1. Homes
    Responder

    Nada mais natural o Presidente não querer se encontrar com a esquerdopatia adoradora do ladrão dos nove dedos. Entre as virtudes do Presidente a autenticidade está bem presente, diferente desses esquerdistas que primam pela hipocrisia.

  2. Noviniel
    Responder

    O presidente tem razão em não convidar certas pessoas para visitar obras, pois, são obras que realmente tem o intuito de beneficiar a população, não são obras de fachadas que, antigamente, tinham finalidade de angariar recursos para benefício próprio ou para os amigo!

Deixe um comentário