Mais-uma-escola-municipal-sem-aula-em-Feira-de-Santana

O Governo da professora Fátima Bezerra tem até amanhã para cumprir a decisão do juiz Artur Bonifácio Cortes, da 2ª Vara da Fazenda Pública, que determinou o retorno das aulas presenciais no Rio Grande do Norte.

Hoje cedo o secretário Getulio Ferreira disse que dificilmente a ordem judicial será cumprida, falou no recurso ao Tribunal  de Justiça e ventilou a data de 12 de maio como possível volta às salas de aula.

Para Ferreira as escolas ainda precisam de alguns reparos necessários em telhas, cobertura, piso  e estrutura.

Depois de um ano, ainda precisa de mais tempo, professor?

Outros estados, porém não adiaram o problema para recuperação. Fizeram o dever de casa se preparando em ensino remoto de qualidade e protocolo sanitário eficaz. Paraíba e Maranhão para citar dois estados nordestinos.

Agora há pouco o SINTE – Sindicato dos Trabalhadores da Educação – saiu do isolamento social e impôs carga total no debate posto.

Eles reclamam o risco de contaminação do Coronavirus e falta de protocolo necessário na rede estadual de ensino.

Preocupação justa, diga-se.

Antes, fizeram movimento para evitar que a atividade que exercem fosse incluída  no rol “das essenciais” em Natal ou no Rio Grande do Norte. Perderam a parada.

Neste momento, o retorno às aulas presenciais em plena pandemia NÃO É ESSENCIAL!

O que é urgente é salvar vidas!

O Brasil registra índices recordes de transmissão e letalidade da Covid-19. Votar contra o PL 5.595/20 é salvar vidas! #EssencialÉaVida

O SINTE não está sozinho.

Conta com o PT do senador Jean Paul Prates, que já assumiu a bandeira da “educação não essencial” no Senado.

E com o PT da deputada Natália Benavides na Câmara:

O retorno presencial das aulas pode agravar ainda mais a pandemia!

O momento é sério e exige responsabilidade, precisamos vacinar os trabalhadores da educação e estudantes.

Aulas presenciais só com segurança e condições sanitárias. #essencialeavida

A Governadora Fátima Bezerra (PT) , ex-Sinte de guerra, tem preferido se ausentar da discussão.

Mas alguma dúvida sobre sua posição; #essencialéavida!

Deixe um comentário