29 de maio de 2024
HospedagemSustentabilidade

Hotel na Amazônia investe milhões em usina solar para se tornar 100% sustentável

Entre 2019 e 2021, 42 mil km² de vegetação nativa desapareceram do território nacional — o equivalente a quase um estado inteiro do Rio de Janeiro. O dado faz parte do Relatório Anual de Desmatamento no Brasil, do MapBiomas, e mostra que a Amazônia continua sendo a região mais afetada.

De acordo com o levantamento, a maior floresta tropical do mundo teve 977 mil hectares de mata destruídos apenas em 2021. Isso significa que cerca de 18 árvores foram derrubadas a cada segundo.

Dados como esses reforçam a urgência em adotar soluções para preservar a fauna e a flora da região amazônica, que vive um dos momentos mais delicados de sua história. De olho nesse cenário, o Juma Amazon Lodge, hotel de selva em Autazes, a 100 quilômetros de Manaus (AM), investiu R$ 2 milhões para se tornar 100% sustentável.

O hotel apostou na construção de uma usina solar com 268 painéis-duplos (modelo Tsun-550w), gerando 145 mil watts de potência. Todas as placas foram posicionadas cuidadosamente em uma estrutura enorme de 875 m², a 11 metros de altura. Assim, é possível aproveitar ainda mais a luz solar e evitar a poda das árvores.

Com inversor modelo Niagara e mais de uma centena de baterias Moura, o conjunto permite que o hotel elimine completamente o uso de gerador — que fica disponível apenas para backup (antes o gerador era utilizado em complemento ao sistema solar anterior, que era menor). Esse processo resulta em uma economia enorme de combustível, que pode poupar aproximadamente R$ 45 mil por mês.

Vale a pena destacar que o Juma Amazon Lodge também promove outras iniciativas para se integrar à floresta de forma sustentável, sempre respeitando a natureza. No início de 2022, por exemplo, o complexo construiu um sistema de biogás que aumenta a eficiência do tratamento de resíduos orgânicos e reduz até oito toneladas de emissões de carbono por ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *