15 de abril de 2024
Turismo

OMT lança publicação sobre Turismo de Eventos

O turismo de negócios tem gerado cada vez mais visibilidade para a economia turística do país. Hoje o segmento é o segundo maior fator de atração de estrangeiros para o Brasil, o que coloca o país na sétima posição entre os principais receptores de eventos internacionais no mundo, de acordo com a Associação Internacional de Congressos e Convenções (ICCA). É a este mercado, em franca expansão e com impactos significativos nas economias locais, que a Organização Mundial do Turismo (OMT) dedica o sétimo volume da coleção de publicações que abordam temas de interesse do setor.

Lançado em março, o Relatório Global sobre a Indústria de Reuniões (http://dtxtq4w60xqpw.cloudfront.net/sites/all/files/pdf/am_8_meetings_esp-red.pdf) trata do alcance, do impacto e das oportunidades do mercado de eventos para os destinos turísticos. Também inclui relatos de sucesso de cidades que apostaram nos eventos, como Viena, Barcelona, Lisboa e Bogotá. O estudo ainda sustenta que o segmento reduz a sazonalidade do turismo, contribui para o desenvolvimento dos destinos, difunde o conhecimento e estimula a inovação e a criatividade.

De acordo com um estudo do Ministério do Turismo, os turistas de negócios representam uma parcela significativa (25,6%) dos estrangeiros que visitam o país. Seu gasto médio diário, de US$ 127, é quase duas vezes maior que o de turistas de lazer. São Paulo é o principal destino de turismo de negócios do país, segundo o Estudo da Demanda Turística Internacional, publicado em 2013. A capital paulista recebeu 48,3% dos estrangeiros que vieram ao Brasil a negócios. O Rio de Janeiro, com 23,9%, aparece como o segundo destino de negócios do País, seguido por Curitiba (4,4%) e Porto Alegre (4,1%).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *