26 de maio de 2024
DECISÃO

Juiz e assessor são afastados por amarrar estagiária e por investidas sexuais.

A decisão foi da Corregedoria do TJMG. O juiz é Ather Aguiar, da Vara da Fazenda Pública e Autarquias, da cidade de Divinópolis, a 124 km de Belo Horizonte,

A reportagem R7 teve acesso à cópia dos depoimentos de estagiárias e ex-estagiárias. Nos relatos, as mulheres indicam ataques de cunho sexual, perseguições e ameaças em caso de denúncia. “Uma ex-estagiária contou que o assessor do juiz a amarrou em uma cadeira após reagir a uma crítica feita por ele. Uma foto anexada no processo mostra a cena. O juiz teria presenciado e sido conivente.

As denunciantes também apresentaram prints de conversas com o juiz indicando os assédios. Uma das mensagens mostra o juiz comentando com uma das funcionárias sobre ter dado um tapa nela. “Vou te bater de novo”, teria escrito o magistrado. Em depoimento, a garota relata que foi atingida com um forte tapa no rosto.

“Dr. Ather no dia a dia ele bate na gente com livros, ele joga livros na gente; recentemente ele bateu com o livro na minha bunda, e eu falei com ele que não gostava desse tipo de brincadeira, que eu não aceitava, e aí ele foi e falou pra mim a seguinte frase ‘se eu te bater você vai apaixonar, você não sabe o que eu já fiz com uma estagiária nessa mesa”, contou uma das vítimas.

2 thoughts on “Juiz e assessor são afastados por amarrar estagiária e por investidas sexuais.

  • Novaes

    Infelizmente não dá em nada pelo fato de ser um juiz. Fosse um servidor qualquer, já teria sido demitido e olhe lá se não fosse preso.

    Resposta
    • William

      E uma pena que com tantas provas deveria perder o cargo..e ser exonerado …nossas leis são muito arcaicas ..e deveria ter leis mais rígidas contra esses abusadores e sendo ele um juiz ..deveria ser mais severa ainda …penso q não temos leis favoráveis a essas pessoas abusadas … lamentável.

      Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *